ir ao topo

    Design Holandês no Palácio do Povo

    O exemplo que vem de fora: a mostra está sendo trazida da Holanda especialmente para mostrar soluções recentes, traduzidas em objetos da vida diária daquele país. Inspirada no local de exibição – o Museu Cruz e Souza, antigo palácio onde o governador trabalhava e residia – apresentará objetos histórico, como o primeiro gravador e a primeira lâmpada produzidos no Brasil. A exposição da Holanda apresentará um contraponto mais atual ao interior tradicional do palácio, em torno de uma ideia central: o uso cotidiano de uma casa e a mudança de seu papel nos últimos tempos, afetada pelas novas tecnologias e pelas crises econômicas.

    pt__foto_01

    Curador ajunto: Jorn Konijn

    Jorn Konijn é curador nas áreas de arquitetura e design e escritor, residente em Amsterdã, nos Países Baixos. Foi curador de várias exposições, como a do Pavilhão Oficial Holandês da Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo (Brasil) com o tema Arquitetura Espontânea, a premiada Moradia com uma Missão para a Bienal de Urbanismo e Arquitetura das Cidades de Hong Kong e Shenzhen de 2011 e a exposição Lelé – Arquiteto da Ssaúde e da Felicidade para o Instituto de Arquitetura dos Países Baixos em 2012. Em 2013 foi o curador geral da Bienal de Urbanismo e Arquitetura das Cidades de Hong Kong e Shenzhen. Em 2014 foi nomeado curador da 5a Bienal Brasileira de Design em Florianópolis, maio de 2015.

    • Patrocínio Ouro
    • Patrocínio Bronze
    • Realização
    • Realização
    • Co-realização
    • Apoio Institucional
    • Apoio
    • Apoio Cultural
    • Revista Oficial
    • Cia Aérea Oficial
    • Parceria
    • Iniciativa

    © 2015 Bienal Brasileira de Design