Técnicas para cirurgias plásticas mais naturais passam a ser empregadas pelo SUS

As técnicas de cirurgia plástica evoluem e se tornam mais naturais, deixando o rosto dos pacientes mais suaves, com cortes menores, preservando algumas rugas e sinais de expressões que fazem parte da vida de todos.

A cirurgia plástica foi desenvolvida primeiramente para tratamentos regeneradores de pacientes que por algum motivo tinham suas feições desfiguradas ou partes do corpo, como por queimaduras e outras circunstâncias. Com o aperfeiçoamento das técnicas e o desenvolvimento de anestesias mais eficientes às cirurgias plásticas começaram a ter uma conotação estética e as duas se separaram.

Hoje a cirurgia estética evoluiu de tal forma que é possível consertar quase qualquer coisa no corpo ou na beleza facial humana, e o se destaca no mundo, pela excelência das técnicas cirúrgicas aqui empregadas.

No entanto a evolução das técnicas cirurgias estética e beleza chegam num outro patamar, e ao invés de cirurgias complexas que deixavam o rosto absolutamente esticado e sem rugas, as novas técnicas cirúrgicas trazem rostos mais suaves, que permitem inclusive rugas e marcas de expressão. A era das cirurgias radicais, que muito comumente opera mudanças radicais no rosto das pacientes está chegando ao fim, a moda agora permite sinais da idade, desde que bem cuidados.

Segundo os próprios cirurgiões, foram às próprias pacientes que construíram esse caminho de volta, e hoje elas optam, na grande maioria, por intervenções mais simples, que não alterem sua fisionomia, retirando apenas o que está em excesso e chamando atenção, com resultado muito mais natural.

Um exemplo dessa nova opção em cirurgias plásticas na estética feminina é a atriz brasileira Sonia Braga que aos 59 anos retocou os olhos e fez lifting no rosto, mas suas feições se mantêm inalteradas, as intervenções rejuvenesceram sua aparência, mas não a deixaram artificial. As técnicas de lifting mais modernas têm pequenas incisões e a associação de outras técnicas como toxina botulínica, cosméticos e preenchimentos, além de que hoje apesar dos cortes menores as cirurgias são mais profundas e ao invés de simplesmente puxar a pele elas mexem na estrutura muscular, o que também traz resultados mais naturais.

Segundo os especialistas o que mudou realmente nas novas cirurgias plásticas foi o conceito estético, pois pele lisinha para pessoas acima dos 50 anos é sinal evidente de plástica, então a opção é suavizar a expressão, retirando apenas os excessos. Nas cirurgias plásticas das pálpebras dos olhos há inovações e as incisões são feitas por dentro dos olhos, o que permitem que as bolsa de gordura e peles sobressalentes sejam retiradas sem alterar o formato e o contorno dos olhos, conferindo as pacientes saúde e beleza de um olhar suave, rejuvenescido e totalmente natural.

Enfim, as cirurgias plásticas evoluíram a tal ponto que hoje o auge da perfeição e culto a beleza é ser absolutamente natural, parecendo muitos anos mais nova.

Se você precisa fazer alguma cirurgia plástica, mas não tem como arcar com os custos, o Cartão SUS – Sistema Único de Saúde realiza algumas de forma gratuita, mas as mesmas não podem ser apenas para fins estéticos, como as faladas acima.

Dentre as cirurgias disponibilizadas pelo SUS, está a cirurgia bariátrica, que é para que o paciente perca mais peso e consequentemente fique saudável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *